Top Menu

Conforme a tecnologia 5G passa de um conceito de laboratório à uma solução de campo que pode ser implantada comercialmente, os fabricantes de equipamentos de rede (NEMs) estão trabalhando arduamente para garantir que o 5G cumpra sua promessa de transmissão na faixa de gigabits, com comunicação massivas entre máquinas e latências de comunicação baixas e ultraconfiáveis. O prazo de comercialização e a conformidade com as especificações 3GPP são fundamentais para o sucesso e o alcance das metas de implantação de 5G, estabelecidas por operadoras de telefonia do mundo todo. Entretanto, o 5G está bem longe de ser uma atualização tecnológica trivial. A 5G RAN está impulsionando grandes mudanças arquitetônicas com antenas ativas de formação de feixe 3D, operação de serviço de frequência mais elevada, flexibilidade do espectro e SLAs rigorosos relacionados a backhaul e fronthaul, entre outras coisas. O prazo de comercialização e a eficiência da implantação da rede dependerão diretamente do rigor dos testes e medições durante a fase de laboratório do ciclo de vida da tecnologia 5G. Fazer uma verificação abrangente durante o estágio de validação em laboratório garantirá um lançamento perfeito e eficiente da rede.

Validar novas tecnologias em laboratório é um processo demorado e caro. Os engenheiros do laboratório precisam executar testes de verificação preliminar para garantir uma boa referência para o conjunto de testes e para o ambiente de RF; qualquer anomalia de RF no ambiente do laboratório pode invalidar os resultados. Adicionalmente, a validação de mmWave e de MIMO massivo é complexa, cara e ocasionalmente não confiável em uma câmara de RF. A validação do desempenho do feixe é um teste essencial, entretanto, em uma câmara de RF não é possível mapear a cobertura e a qualidade do feixe.

Fabricantes de equipamentos de rede em todo o mundo já utilizam o TM500 da VIAVI para executar uma série de testes essenciais em seus laboratórios a fim de avaliar o desempenho dos recursos da rede, dentro de um ambiente de rede carregado. O TM500 também é usado para testar a qualidade da experiência dos assinantes com um comportamento de usuário real em cenários de teste desafiadores. Conforme analisado anteriormente, a tecnologia 5G adiciona complexidade ao processo de teste geral.

Por exemplo, considere um laboratório preparado com vários TM500s (simuladores de UE), por exemplo, Nodes Bs com bandas diferentes, espaçamento de subportadora e largura de banda de até 100 MHz. Agora adicione MIMO massivo com mmWave ao cenário. Os engenheiros no laboratório precisam ter soluções de teste que permitam melhor o controle do conjunto de testes. Com o CellAdvisor 5G da VIAVI, os engenheiros podem validar o ambiente de RF rapidamente e com confiança. Ao combinar a capacidade do TM500 e do CellAdvisor 5G, os engenheiros de laboratório podem identificar rapidamente quaisquer anomalias no enlace de saída (DL), como variabilidade no comportamento de Node B (gNB) da próxima geração, potência do canal DL, qualidade de modulação do DL degradada, desempenho de formação do feixe ou qualquer problema de antena ou de cabo no laboratório. Isto permite a realização de uma verificação ampla do sistema, da forma mais eficiente e oportuna possível, e reduz passos manuais de análise de causa raiz desnecessária.

Com o CellAdvisor 5G interagindo com o TM500, os engenheiros podem não apenas validar um recurso do 3GPP com uma grande quantidade de UEs, como também podem calibrar cada configuração, fazer pré-verificações rápidas e realizar troubleshooting no ambiente de RF antes que os testes de longa duração sejam realizados. O CellAdvisor 5G também pode ajudar engenheiros a verificar com precisão o formato da intensidade do feixe com a ajuda do seu recurso de GPS, a qualidade de modulação e muitos outros parâmetros, reduzindo significativamente o tempo para validar a mmWave e a formação do feixe.

Resumindo, com a ajuda do CellAdvisor 5G, as configurações e os indicadores de desempenho do DL a seguir podem ser monitorados:

  • Largura de banda de canal g/eNB
  • Frequência central do canal
  • IDs de célula corretos
  • Qualidade da modulação
  • Potência recebida
  • Desempenho do feixe da antena ativa
  • Estabilidade do canal

Conforme a tecnologia 5G evolui do laboratório à implantação em campo, é fundamental que os fabricantes de equipamentos de rede possam validar com confiança todos os cenários de usuários em laboratório, de maneira eficiente e econômica. As redes 5G são mais complexas e são utilizadas por aplicações com demandas diferentes e mais rigorosas sobre a RF, latência e confiabilidade. Ter as soluções corretas no laboratório garantirá uma implantação de rede comercial rápida e perfeita, com menos interrupções em campo e reclamações de clientes. Juntos, o TM500 e o CellAdvisor da VIAVI podem ajudar os NEMs a atingir essa meta.

About The Author

Avatar

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Close